• Blog
  • Juiz decide que Google não pode vincular marca registrada a anúncios pagos .

Juiz decide que Google não pode vincular marca registrada a anúncios pagos .

22 Outubro 2021

Devido ao uso ilegal de marca alheia, a 1ª Vara Empresarial e de Conflitos de Arbitragem do Foro Central de São Paulo, em liminar, proibiu o Google de comercializar e permitir o uso de uma marca registrada em links patrocinados ou anúncios de terceiros.

Representada pelo advogado Bruno Luis Cardoso, do escritório B.L. Cardoso Advogados, uma empresa de tintas alegou que a ré estaria comercializando sua marca por meio da ferramenta Google Ads.

Isso porque os resultados de pesquisa para o nome da autora direcionaram a sites de empresas concorrentes, o que ocasionaria confusão e desvio de clientela.

Como explicou o juiz André Salomon Tudisco, no Google Ads alguém paga a plataforma para que seu site sempre apareça em um anúncio, antecedente a quaisquer outros, quando forem pesquisadas certas palavras-chave. No caso concreto, as concorrentes haviam vinculado o nome da autora aos seus sites oficiais. "Tem-se, aí, o uso de marca alheia numa espécie de publicação, que é a digital", indicou o magistrado.

O artigo 132 da Lei de Propriedade Industrial traz hipóteses nas quais o titular da marca registrada não pode impedir seu uso por terceiros. O inciso IV menciona a citação em discursos, obras científicas e literárias ou qualquer outra publicação, "desde que sem conotação comercial e sem prejuízo para seu caráter distintivo". Como Tudisco considerou que o anúncio seria uma publicação, a situação foi enquadrada .

fonte : consultorjuridico

 

 

Telefones
11 2017-6262 / 11 2129-6237
Whatsapp
11 95464-1293

FEMAP © 2021 Todos os direitos reservados | Política de Privacidade

Atendimento via Whatsapp

Contato via Whatsapp
Close and go back to page