• Blog
  • Veja por que proteger a propriedade intelectual é um grande resultado para o seu Negócio .

Veja por que proteger a propriedade intelectual é um grande resultado para o seu Negócio .

06 Dezembro 2021

A competição não é fácil.

E uma ideia inovadora combinada com um bom desenvolvimento pode valer ouro no mercado. Por isso, a proteção da propriedade intelectual (PI) é fundamental para as startups. Mais do que isso, é a garantia de que somente aquela empresa oferece o produto e/ou serviço que está sendo trabalhado.

Entregar um produto ou serviço inovador, com uma roupagem diferente da já difundida no mercado, é o principal diferencial das startups. Essas empresas trabalham com tecnologia e novos modelos de negócios para alcançar os consumidores e conseguirem competir com companhias grandes e poderosas.

Quanto mais inovadora, mais interesse a startup vai levantar nos investidores e na concorrência, além de conseguir atrair melhores negócios de parcerias e aportes financeiros. Por isso, é importante mostrar que o negócio em construção está protegido em todos os sentidos.

Porém, muitos fundadores e associados negligenciam essa estratégia em meio ao crescimento da empresa. O que é um erro. Sem o registro podem surgir processos (administrativos ou judiciais) que questionem a validade da propriedade intelectual da startup e com isso se perde o direito da anterioridade, o que pode levar a discussões com terceiros que eventualmente tenham entrado com pedido de registro de PI idêntica ou semelhante.

No Brasil, a propriedade intelectual é regulada pela Lei 9.279/96 e registrada pelo Instituto Nacional da Propriedade Intelectual (INPI). Ou seja, é o INPI que recebe os pedidos de proteção intelectual, faz os registros e garante a proteção.

São muitas as áreas que podem despertar ideias inovadoras na nossa sociedade, consequentemente, são muitas as áreas passíveis de registro de propriedade intelectual pelo INPI. Por isso, elas estão separadas por setores de proteção, são eles:

Propriedade Industrial: marcas, patentes, desenhos industriais e indicações geográficas;

Direito Autoral: músicas, ilustrações, pinturas, poesias, livros; também programas de computador, base de dados, domínios da internet;

Proteção Sui Generis: cultivares, topografia de circuito integrado e conhecimento tradicional.

É importante assegurar que toda propriedade intelectual desenvolvida dentro de uma startup seja de fato da empresa.

Isso é feito mediante a celebração de contratos específicos de cessão e transferência de PI ou, ainda, da inclusão de disposições nesse sentido em contratos de trabalho ou prestação de serviços.

Outro ponto fundamental é que as startups tenham uma proteção à propriedade intelectual capaz de resguardar não somente seus produtos e/ou serviços, mas também as pessoas envolvidas no desenvolvimento.

O registro de propriedade intelectual existe para assegurar a exclusividade de criação, um dos pontos mais significativos para essas  startups que nascem com o objetivo de inovação em seus DNAs. Dessa forma, é possível evitar conflitos ao longo dos anos e garantir a titularidade dos produtos e/ou serviços oferecidos.

 

 

Telefones
11 2017-6262 / 11 2129-6237
Whatsapp
11 95464-1293

FEMAP © 2021 Todos os direitos reservados | Política de Privacidade

Atendimento via Whatsapp

Contato via Whatsapp
Close and go back to page