• Blog
  • Miners tem 6 meses para resolver conflito de interesses com Magazine Luiza do uso da Marca .

Miners tem 6 meses para resolver conflito de interesses com Magazine Luiza do uso da Marca .

20 Dezembro 2021

Encerrando a polêmica envolvendo o conflito de interesses entre as equipes KaBuM! e Netshoes Miners, a Riot Games divulgou nesta segunda-feira , um comunicado colocando um ultimato sobre a varejista Magazine Luiza.

                       

Segundo a produtora, a E-Flix poderá jogar a primeira etapa do CBLOL 2022, com o nome Netshoes Miners, mas após o dia 31 de maio de 2022, terá de procurar uma nova parceira.

A Riot Games afirma que conversou com os dirigentes das duas equipes, e ambos confirmaram que tinham o interesse de manter seus times. Desta forma, a E-Flix e KaBuM poderão manter suas posições no CBLOL, mas não devem se manter como equipes “irmãs”, por serem marcas das Magazine Luiza.

“Inicialmente é importante informar que conversamos com os dirigentes das duas equipes, e ambos confirmaram que tinham o interesse de manter seus times (KaBuM! Esports e Netshoes Miners) no CBLOL. A decisão da Riot é no sentido de que qualquer acordo, contrato ou relação que verse sobre o patrocínio da Netshoes ou de qualquer outra empresa do grupo Magalu à Miners não poderá envolver a sua equipe de League of Legends por ferir regras que visam garantir a integridade do CBLOL e que tratam sobre situações que possam desencadear um conflito de interesses entre as equipes participantes do torneio”, comunicou a Riot Games.

É importante esclarecer que essa decisão somente inviabiliza uma relação comercial entre o time de League of Legends da Miners e a Netshoes enquanto perdurar o conflito de interesses com a Kabum! Esports e, ainda, não tendo relação com as demais equipes de outros Esports da Miners”, Desta forma, em função da relação entre as diferentes empresas listadas acima, a E-Flix deverá interromper e providenciar a retirada do seu time de League of Legends de qualquer relação comercial de patrocínio junto à Netshoes”, completou.

Ainda sobre a regra 3.5.1, a Riot afirma que a Magazine Luiza, como proprietário da KaBuM!, não pode ter contratos comerciais com outras equipes integrantes do sistema de franquias do CBLOL.

“Esta condição está descrita detalhadamente em documentos de contratos e políticas compartilhados entre a Riot Games e as organizações, e também presente no Regulamento do CBLOL. O Magazine Luiza, como proprietário da Kabum Comércio Eletrônico e, em última instância, da KaBuM! Esports, não pode ter contratos comerciais com outras organizações participantes do CBLOL - diretamente ou através de outras empresas controladas pelo Magazine Luiza - como é o caso da Netshoes”, explicou a produtora em seu comunicado.

Ainda no comunicado divulgado nesta segunda-feira (13), a Riot Games confirmou que a E-Flix poderá se manter no CBLOL durante o período até o dia 31 de maio de 2022, no qual teremos a realização da primeira etapa do CBLOL e MSI 2022. O período dará tempo para que a E-Flix consiga se recuperar e redefinir sua estratégia para se manter nos esportes eletrônicos.

“Em vista das circunstâncias do caso, a Riot autorizou a E-Flix a manter a Equipe de League of Legends sob o Naming Rights da Netshoes, nos moldes atuais, até o dia 31 de Maio de 2022 (que inclui a Primeira Etapa do CBLOL 2022 e o MSI 2022), de forma a dar à organização tempo e recursos para que possa ajustar sua estratégia e seguir com seu planejamento para Esports. Desta forma, durante o primeiro semestre de 2022, KaBuM! Esports e Netshoes Miners poderão jogar o CBLOL, e a partir da Segunda Etapa, a Netshoes Miners apresentará uma nova marca (podendo preservar o nome Miners, que é sua marca primária) e terá a possibilidade de apresentar novos parceiros comerciais”, explicou a produtora.

 

 

fonte: espn

 

Telefones
11 2017-6262 / 11 2129-6237
Whatsapp
11 95464-1293

FEMAP © 2021 Todos os direitos reservados | Política de Privacidade

Atendimento via Whatsapp

Contato via Whatsapp
Close and go back to page